30 anos

Tel.: (11) 3766-7202  

Silicones

 DESCRIÇÃO

 São compostos semi-orgânicos com o Silício na cadeia principal, combinado principalmente com o Oxigênio, descobertos no final do século  XIX  e tendo permanecido como curiosidade científica até a década de 40. São fabricados a partir da sílica e do cloreto de metila, não derivando essencialmente do petróleo. Seu nome vem da denominação dada por F.S. Kipping por achar que eram as cetonas dos compostos silícicos (do inglês: Silicon + Ketone)  possui atualmente cerca de 7.000 tipos e variadas aplicações. O tipo principal constitui de cadeias lineares de átomos  de silício e oxigênio alternados (siloxanas) com radicais metila ligados aos átomos de silício, conforme a estrutura química abaixo:

 

* onde n varia de 0 a 40.000 nos óleos

* R1 e R2 são usualmente os radicais orgânicos: metil, fenil, vinil, fluoropropil, hidroxila, halogênio

*nome das ligações  do silício: 

Si - H : silanas

Si - O : siloxanas

Si - C : Silcarbanas

Si - S : Siltianas

PROPRIEDADES GERAIS

De maneira geral suas principais propriedades são:

alta estabilidade química

alta resistência térmica

baixa tensão superficial

grande resistência elétrica

alta estabilidade química

boa lubricidade

compatibilidade biológica

resistência ao intemperismo

não biodegradável

TIPOS

FLUIDOS  (ÓLEOS)  DE  SILICONE

Os  Fluidos de Polidimetilsiloxana, os silicones mais conhecidos e utilizados estão disponíveis em uma grande variedade de viscosidades (de 0,65 a 1.500.000 cStk), são conhecidos pelas suas propriedades lubrificantes, resistência à água e altas temperaturas;  são principalmente empregados como:

Desmoldante

Lubrificantes de fios

Fluidos térmicos

Aditivos em produtos de limpeza

Fluidos dielétricos para transformadores e capacitores

Lubrificantes e aditivos para plásticos e borrachas

Meios de amortecimento

Aditivos em produtos cosméticos

Hidro-repelentes e amaciantes de couros

 Os fluidos de fenil-siloxana e cloro-siloxanas são mais utilizados em sistemas de lubrificação, compostos com sabões metálicos ou grafite.

 Solubilidade dos  Fluidos de Dimetilsiloxana nos Solventes mais comuns:    

NÃO SOLVENTES

 Água, Metanol, Propileno Glicol, Óleo Parafínico, Dodecanol

SOLVENTES PARCIAIS

 Acetona, Butanol, Etanol, Isopropanol, Heptadecanol

SOLVENTES VERDADEIROS

Aromáticos: Benzeno, Tolueno, Xileno, Ciclohexano

Alifáticos: Óleo Diesel, Gasolina, Querosene, Aguarrás

Clorados: Tetracloreto de Carbono, Cloreto de Metileno, Percloroetileno, etc..

Acéticos: Acetato de Amila, Acetato de Etila

Cetônicos: Metil-etilcetona

Fluorados:Fluorcarbonetos

Éteres: Éter Etílico, Éter Metílico

Outros: Iso-octana, 2-Etil-hexanol, “Jet Fuel”

 PASTAS  E  GRAXAS  DE  SILICONE

As graxas e pastas de silicone, caracterizadas pela resistência que oferecem às altas temperaturas e ótima hidro-repelência, são apresentadas em várias consistências e aditivadas com diferentes tipos de materiais, dependendo da aplicação a que se destinam:

Isolamentos elétricos

Lubrificação de "O-rings" , vedação de roscas e acoplamentos mecânicos

Lubrificações especiais (equipamentos de mergulho, alto vácuo, alta temperatura)

Lubrificação de engrenagens plásticas, brinquedos e outros

Proteção contra oxidação e umidade

Agentes desmoldantes

Acoplamento e Dissipação Térmica

 GÉIS, GOMAS, BORRACHAS  DE  SILICONE   

Vulcanização  a  frio (RTV)  ou  quente (HTV), com catalisadores ou radiação

Para a confecção de moldes para peças técnicas e decorativas

Peças com resistência à temperatura

Encapsulamento de peças e componentes eletro e eletrônicos

Painéis Solares

Borrachas adesivas (conhecidas como selantes) com vários tipos de cura.

 RESINAS  DE  SILICONE

Para a fabricação de tintas com resistência à alta temperaturas.Para o revestimento protetivo de circuitos impressos na indústria eletrônica. Para o revestimento isolante "classe H" de bobinas, transformadores e motores elétricos.

Também existem resinas para hidro-repelência em concreto, tijolos à vista, pedras, gesso, etc., que protegem contra a formação de fungos e mofos.

 OUTROS  SILICONES

Grande diversidade de produtos, compostos e intermediários para uma vasta gama de aplicações.

bullet

SILANOS: Também chamados de agentes de acoplamento, são utilizados para a melhoria de adesão de materiais inorgânicos com orgânicos, na fabricação de primers especiais, agentes reticulantes, agentes de síntese na produção de antibióticos.

bullet

 COPOLÍMEROS   DE   SILICONES: Diversos tipos para uso como tensoativos para plásticos, plastissóis, produtos de limpeza e cosméticos.

bullet

 ADITIVOS DE PLÁSTICO:  Proporcionando lubricidade, antiaderência, e outras propriedades especiais.

 APLICAÇÕES

DESMOLDANTES E ANTIADERENTES

Fornecidos na forma de óleos, compostos, emulsões, pastas, resinas, ou sprays, aplicados em:

bullet

Fundição de metais (processos: "Shell Moulding" e "Dye Cast")

bullet

Cerâmica 

Processamento de: 

bullet

Termoplásticos - poliolefinas (PE, PP, PB), PVC, PET, etc.

bullet

Termofixos - poliuretanas, epóxies, poliésteres, etc.

bullet

Moldagem de peças de Borracha natural ou sintética.

bullet

Desmoldantes internos (agregados à massa polimérica)

 ANTIESPUMANTES E DESESPUMANTES  (ANTIFOAM & DEFOAMERS):

Nos graus alimentício e industrial para sistemas aquosos, solventes, ácidos ou alcalinos, frios ou quentes, aplicados em:

Produtos petroquímicos, óleos de corte

Produtos alimentícios, processos fermentativos, destilações, cozimento industriais

Fabricação de tintas / vernizes em geral

Fabricação de adesivos, detergentes, sabões industriais, defensivos agrícolas

Tratamento de couros, águas e resíduos industriais

Indústria de papel e celulose

Acabamento de metais e outros materiais

Auxiliares têxteis, processos de tingimento

 HIDRO - REPELENTES

Para a construção civil, no tratamento de alvenaria, concreto, tijolos à vista e madeiras. Para o tratamento de tecidos, lonas, couros, tapeçarias e estofados, oferecendo hidro-repelência e proteção a mofo.

 ADITIVOS  DE  TINTAS

São utilizados em concentrações mínimas em tintas, resinas, lacas, esmaltes e vernizes a fim de corrigir imperfeições ou assegurar uma alta qualidade, oferecendo vantagens do tipo:

Melhoria do espalhamento da película, da umectação, evitando problemas de estriamento

Melhoria da dispersão dos pigmentos na formulação, evitando a formação de "olhos de peixe", a flutuação e a precipitação de pigmentos

Proporcionam  melhor  aderência,  resistência  a  rachaduras  e  são  ótimos  agentes  niveladores

Melhoram consideravelmente a resistência a riscos e abrasão das tintas aditivadas

Por Eng. Quím. Alvaro de Assis Jr.

Voltar

 

 

Criado por: C S .Última modificação: 12-novembro-2015